Pente de memória DDR3

Memórias – noção geral:

As memória tem outras funções mais uma de suas principais é armazenar informações tanto do Windows quanto do usuário, o conhecido, CTRL+C + CTRL+V. Onde copiando, o que foi copiado fica armazenado na memória enquanto não for substituído por outra informação adicionada nela ou reiniciado o PC, onde vem o termo memória volátil, pois não armazena informações fixas, mas temporárias que somem por meio de software específico ou na reinicialização ou desligar o PC.

A memória tem uma sistemática parecida com o Windows, onde ela desfragmenta as informações contidas nela e tende-se a fragmentar a memória como o Windows, onde acaba deixando a memória arrumada e consequentemente com acesso mais rápido.

 

Os pentes de memória possuem chips externos, soldados em uma placa, onde esses chips é que são responsáveis pelo armazenamento das informações e outras funções, e determinante para nos informar sua frequência, latência, capacidade, etc…

COMO COMPRAR SUA MEMÓRIA RAM  (RAM = Random Access Memory ou memoria de acesso aleatório):

  • A marca é um ponto fundamental;
  • Ver na sua placa mãe qual tipo de memória ela aceita;
  • Frequência, DDR1, DDR2, e DDR3;

As marcas mais relevantes no mercado:

  • Corsair
  • Kingston
  • Samsung
  • OCZ

Elas se encaixam em seu slot próprio na placa mãe:

É fundamental que coloque as memórias em uma sequência correta:

Laranja com laranja, 1ª roxa com 2ª roxa e assim por diante.


Fazendo uma analogia sobre a memória e um carro. Quanto maio a mala de um carro e o carro, mais caberá coisas na mala, e pessoas nele.

As pessoas e o que iram como bagagem serão os arquivos e informações e o carro, é a memória RAM onde todo este trabalho é feito.

Perceba que o processador trabalha mais do que a memória aqui na imagem acima, mas a memória tem suas oscilações.

Já na imagem abaixo, vemos mais o uso da memória e nadado processador:

Outras características que influenciam na capacidade de processamento da memória RAM são a largura e a velocidade do barramento, que é um conjunto de “fios” responsáveis pela conexão da memória com os outros componentes.

A largura nos diz o número de bits que podem ser enviados ao CPU simultaneamente. A velocidade é o número de vezes que esse grupo de bits pode ser enviado a cada segundo.

A memória comunica-se com o CPU, trocando dados, e completa o que se conhece como ciclo de barramento. É esse período que apresenta o desempenho da memória que, pode ser de 100MHz e 32bits, por exemplo. Isto significa que tal memória é capaz de enviar 32bits de dados ao processador 100 milhões de vezes por segundo. No entanto, existe um efeito chamado latência, que atrasa a taxa de transferência de dados de forma significativa quando se envia o primeiro bit.

Ao se comprar uma memória deve-se ficar atento para essa questão da taxa de transferência. Não adianta a memória  ter uma frequência alta e a frequência do sistema ser menor, pois a taxa do sistema vai limitar a da memória RAM. Portanto, para um sistema que rode a 100MHz e 32bits, compre uma memória com os mesmos aspectos.

Isso acontece porque o CPU não dá conta de processar os dados na mesma valocidade que estes são enviados. Fato que explica a presença de memória nos processadores mais modernos, a memória Cache, a qual armazena os dados mais acessados, encurtando o processo e acelerando a leitura dos dados.

END

Anúncios
Esse post foi publicado em Hardware. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s